associe-se a apeam
Curitiba/PR, Sábado, 19 de Setembro de 2020

A dimensão social da engenharia ambiental

« voltar
O conceito fundamental aplicado na engenharia ambiental é a sustentabilidade. Independentemente do nicho e forma de atuação, nós, engenheiros ambientais, buscamos diariamente soluções e oportunidades de melhoria para assegurar um meio ambiente equilibrado para as atuais e futuras gerações.

Como profissionais técnicos, altamente capacitados, é nosso dever trazer à luz a inter-relação dos três pilares do desenvolvimento sustentável, promovendo não apenas o crescimento econômico alinhado a proteção do meio ambiente, como também o desenvolvimento social.

No encerramento de um mês marcado por discussões sobre os avanços e obstáculos para a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que completa 10 anos, a
Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais - APEAM irá reunir nesta quinta-feira (27/08/20), às 19h, convidados para um bate-papo sobre a participação e atuação das associações e cooperativas de catadores de materiais recicláveis na cadeia de gestão de resíduos sólidos

E para ilustrar a importância da atuação de engenheiras e engenheiros ambientais junto a dimensão social do desenvolvimento sustentável e do gerenciamento de resíduos sólidos, apresentamos algumas trajetórias e depoimentos para você se inspirar!


"Como Engenheiro Ambiental atuo no setor de logística reversa para aumentar a taxa de reciclagem de Embalagens Longa Vida (ELV).

Para isso atendo cooperativas em aproximadamente 300 municípios do Paraná, buscando levantar forças e fraquezas de cada grupo para otimizar as condições de trabalho e, por fim, aumentar a reciclagem de todo tipo de embalagem, dentre elas as ELV, elevando a renda e a dignidade de catadores atendidos pelo meu escopo de trabalho."


Luiz Felippe Wiese é engenheiro ambiental,
e atua em todo Estado do Paraná






"Muito importante o entendimento de como profissionais técnicos, notadamente Engenheiros Ambientais, podemos contribuir na implantação e promoção de políticas públicas.

No tocante aos resíduos sólidos a minha experiência vem da época do estágio, quando atuei na gestão e gerenciamento de resíduos sólidos de um Shopping. Posteriormente fui estagiário e depois efetivado para analista ambiental em uma empresa que coletava os recicláveis de grandes indústrias e empresas da região. Nesta época tive contato mais próximo com Cooperativas e Associações de Catadores de Materiais Recicláveis, e pude observar como elas se tornavam dependentes de intermediários para conseguir comercializar os seus materiais, haja vista que necessitam de grandes volumes para conseguir chegar as indústrias que efetivamente realizam a reciclagem, transformando o material.

Neste bojo, pude participar da comissão organizadora do Encontro Paranaense de Educação Ambiental (EPEA), como representante da Associação Norte Paranaense de Engenheiros Ambientais (ANPEA). No referido evento tive a ideia de trazer as Cooperativas e Associações de Catadores para se capacitarem e se tornarem agentes de transformação e mudança da realidade.

Junto a Professora Lilian da UEL, realizamos no evento um encontro das Cooperativas e Associações para identificar as dificuldades e oportunidades por elas vivenciadas. Com o intuito delas se fortalecerem foi proposta a criação de uma Rede para elas se articularem, ademais construíram uma Carta Aberta às Instituições Públicas que foi entregue ao Ministério Público.

Deste processo como Engenheiro Ambiental - membro da ANPEA e de forma voluntária, junto a Professora Lilian (UEL) e Tatiane (UTFPR), realizei diversos contatos e encontros com membros de instituições e atores interessados na promoção das políticas públicas pautada na Política Nacional de Resíduos Sólidos. Nossa proposta foi a criação de uma Rede Expandida que acolhesse as demandas da Rede das Cooperativas e Associações, com cada membro entendendo o seu papel e se comprometendo com um Plano de Trabalho conjunto. Foram propostos alguns eixos de trabalho: Fiscalização e Monitoramento, Pesquisa e Capacitação, Educação Ambiental Formal e Não Formal e Governança de RSU. Acordado entre os pares que o objetivo das redes é conquistar a emancipação social e comercial das Cooperativas e Associações de Catadores de Materiais Recicláveis.

Assim sendo, é imprescindível que nós Engenheiros Ambientais possamos compreender como podemos contribuir na promoção de políticas públicas e na garantia da sustentabilidade, atuando profissionalmente nos mais variados espectros."

 


Edson Massi é engenheiro ambiental,
e atua na região de Londrina/PR.






"Em tempos de pandemia, o Instituto Barigui voltou o seu olhar à população mais vulnerável e desenvolveu um projeto para trazer mais segurança e preservar a saúde dos coletores de recicláveis, um trabalho de extrema importância para a sociedade e o meio ambiente.

O Projeto Reciclagem Segura busca apoiar associações e cooperativas de recicláveis neste período. Por meio dessa iniciativa são distribuídos equipamentos de proteção individual (EPI), como luvas e máscaras, além de produtos de higiene pessoal e materiais para desinfecção de ambientes e resíduos.

A primeira fase alcançou um ótimo resultado. Fomos bem recebidos pelas associações e verificamos que esse apoio é fundamental para o bem-estar e a saúde de todos. Ao todo, 60 trabalhadores foram beneficiados.

Agora, a segunda fase visa alcançar 500 associados e cooperados, em seis cidades do Paraná e Santa Catarina onde o Grupo Barigüi está presente. Nossa missão é cuidar do meio ambiente e das pessoas e neste momento, proteger quem indiretamente contribui para a reciclagem de milhares de toneladas de resíduos."

Fabrício Bombassaro é engenheiro ambiental,
e atua na região de Curitiba/PR e Blumenau/SC.




E por fim, assista a Débora Portella, engenheira ambiental em um grupo fabricante de cosméticos. Ela compartilha um pouco sobre sua atuação junto às associações de catadores por meio do setor industrial e como você, estudante ou profissional, pode contribuir para o desenvolvimento social. Assista aqui: Link para vídeo no YouTube (4 min)


*Este conteúdo foi produzido pela equipe da APEAM com o apoio e depoimentos dos engenheiros ambientais Edson Massi, Luiz Felippe Wiese, Débora Portella e Fabrício Bombassaro. Se você também quer contribuir e compartilhar conhecimento na área ambiental, entre em contato com a gente!